domingo, 23 de outubro de 2011

Ao amor

Um casal do Estado de Iowa, nos Estados Unidos, que viveu junto durante 72 anos, morreu de mãos dadas em um hospital na semana passada, com um intervalo de apenas uma hora. Norma Stock, 90 anos, e Gordon Yeager, 94, casaram-se em 1939 e tiveram quatro filhos.

Na última quarta-feira, quando iam ao centro da cidade de Des Moines, eles sofreram um acidente de carro. No hospital, foram levados para a unidade de terapia intensiva e os enfermeiros entenderam que não podiam separá-los. "Eles foram colocados no mesmo quarto e ficaram de mãos dadas", disse Dennis Yeager, filho do casal.

Gordon morreu segurando a mão de sua mulher e rodeado por seus familiares. "Foi estranho, eles estavam de mãos dadas e meu pai parou de respirar, mas eu não consegui perceber o que estava acontecendo porque o monitor do coração continuava funcionando", disse Dennis. Uma hora depois, Norma também se foi. "Nenhum deles sobreviveria sem o outro", disse Donna Sheets, outra filha do casal.

No funeral, Norma e Gordon continuaram de mãos dadas. Segundo a família, o casal seria cremado e suas cinzas seriam misturadas. “Eles eram um casal à moda antiga. Acreditavam na frase ‘até que a morte os separe’”, resumiu o filho Dennis.

As informações são do MSNBC.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Cálice

Pai! Afasta de mim esse cálice
Pai! Afasta de mim esse cálice
Pai! Afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue

Pai! Afasta de mim esse cálice
Pai! Afasta de mim esse cálice
Pai! Afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue

Como beber dessa bebida amarga
Tragar a dor e engolir a labuta?
Mesmo calada a boca resta o peito
Silêncio na cidade não se escuta
De que me vale ser filho da santa?
Melhor seria ser filho da outra
Outra realidade menos morta
Tanta mentira, tanta força bruta

Pai! Afasta de mim esse cálice
Pai! Afasta de mim esse cálice
Pai! Afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue

Como é difícil acordar calado
Se na calada da noite eu me dano
Quero lançar um grito desumano
Que é uma maneira de ser escutado
Esse silêncio todo me atordoa
Atordoado eu permaneço atento
Na arquibancada, prá a qualquer momento
Ver emergir o monstro da lagoa

Pai! Afasta de mim esse cálice
Pai! Afasta de mim esse cálice
Pai! Afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue

De muito gorda a porca já não anda (Cálice!)
De muito usada a faca já não corta
Como é difícil, Pai, abrir a porta (Cálice!)
Essa palavra presa na garganta
Esse pileque homérico no mundo
De que adianta ter boa vontade?
Mesmo calado o peito resta a cuca
Dos bêbados do centro da cidade

Pai! Afasta de mim esse cálice
Pai! Afasta de mim esse cálice
Pai! Afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue

Talvez o mundo não seja pequeno (Cale-se!)
Nem seja a vida um fato consumado (Cale-se!)
Quero inventar o meu próprio pecado (Cale-se!)
Quero morrer do meu próprio veneno (Pai! Cale-se!)
Quero perder de vez tua cabeça! (Cale-se!)
Minha cabeça perder teu juízo. (Cale-se!)
Quero cheirar fumaça de óleo diesel (Cale-se!)
Me embriagar até que alguém me esqueça (Cale-se!)



E a opressão continua. EQUAL PAY!

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Sabe o que é um cancer?



Neuroblastoma é a causa da mortalidade infantil no Brasil, logo atras da violencia!
Infelizmente um problema cronico mundialmente e incuravel!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Publicas, Privadas - batata do mesmo saco?

Meus alunos do ano passado, a melhor geração de alunos que eu ja tive e acho que perdurara para vida inteira, viviam reclamando de que as universidades publicas esta cheio de professores autoritarios porem mercenarios e picaretas que tem uma pequenas quantidades de horas para manter. Não é atoa que reclamam, é evidente. As vezes observamos certas criaturas presente em cursos e faculdades que contribuem para uma pessima formação de novos profissionais desta geração e de futuras. Profissionais que injetam vazelina na veia, colocam pino em joelhos errados e cortas pernas saudaveis, ou simplesmente receita uma injeção contra uma crise de miningite ou compram apenas um terninho executivo, ou uma apostila de ingles. E assim vão ganhar um otimo e farto salario, com o dinheiro publico.

Ou aquelas universidades privadas que cobram os olhos da cara para oferecer um ensino xinfrim, bem pior. Visivelmente vemos que a maioria tem tao poucos doutores e mestres que contrata profissionais baseados em amizades e por alguns ultimos colocados em concursos publicos, garatem seus empregos, enganam e enganam, consegue ter uma estabilidade dentro do setor escolar, acabam por conseguir "muitos anos de casa" o que faz as instituições não quererem mais demiti-lo pelo custo da demissão. Ou por serem puxa-sacos dos chefes.

Bom, eu sei que todos ja sabem disso e não há mais necessidade de atirar a milionesima pedra no ensino brasileiro. Mas a diabos que insistem em dizer que as publicas são cabiveis, eu era um deles e hoje bato em minha propria boca. Talvez seja o sonho neoliberalistas com o intuito de privatiza-las. Mas segue sendo assim, imcompetentes fazem pesquisas inuteis, levando seus alunos serem vitmas do comunismo com o dinheiro nacional.

Numa publica não tem só gente rica como andam dizendo e numa particular não tem só gente pobre como andam dizendo, apesar de hoje ter meios melhores como alguns programas do governo Lula que acabou resultando em mais pessoas dentro de uma universidade, pelo menos meus alunos não são ricos, muito não tem o dinheiro que um universidade requer para pagar suas apostilas, e muito menos pagaria o preço para uma universidade pagar seus custos e com certeza aqui na Unicamp, há uma biblioteca otima, comida em otimo preço, moradia gratuita, acesso a bolsas de iniciação cientifica para estudantes e tem um historico de professores plausiveis. Se cobrassem por tudo isso, como faria os alunos ruins financeiramente. Isso se dá para mim tambem, que por enquanto sou uma simples estagiaria na area de artes, outros estagiarios ou inclusive alguns ja veteranos, que não ganham muito para educar uma sala de mais de 40 alunos.
Com certeza tudo isso não ficaria abaixo de 1.200 reais mensais. Você acha que uma estagiaria ou uma empregada por tempo determinado, com a ajuda de pais aposentados e funcionarios publicos da prefeitura de Itapevi, poderiam pagar tudo isso? Nem eu, nem a maioria de meus colegas escolares e profissionais não poderiam. No mundo e nas universidades não há apenas ricos, há pessoas que buscam aprender e se acabam fazendo errado mais para frente, talvez seja pela má educação e o nosso ensino publico moderno cada dia mais comunista.

Por fim, tudo isso todos nos sabemos, é mais que obvio. A universidade publica brasileira esta longe de ser organizada ou uma benção nas vidas alheias, mas tambem esta longe de ser o lixo que muitos dizem.