sexta-feira, 16 de novembro de 2012

A-deus


A-deus
Adeus não é uma despedida. É entregar à Deus o que você não pode mais cuidar. Li isso em algum lugar, talvez em algum parachoque de caminhão, ou blog adolescente. É bonito. Pode não parecer, e tem gente que duvida, mas sou uma pessoa muito religiosa. Não vou a igrejas, nem ao menos no domingo. Mas rezo todas as noites. Agradeço pelo dia, pela minha familia e amigos e pelo simples fato de estar viva. Estava um pouco afastada, as vezes nós precisamos de um tempo longe dos nossos pais, não? As vezes o caminho que estamos seguindo não é bem o que planejamos, e para não nos culparmos culpamos os outros. Eu culpei Deus. E como foi dificil esses últimos dias. Agente acorda todos os dias com vontade de mudar, mas todos os dias são iguais. Acho que todos os poetas, bêbados e loucos já tiveram essa sensação. Até que chega o dia da mudança. E esse dia é hoje. Adeus é para o blog, e para outras coisas que não posso mais cuidar. Preciso cuidar de mim. Aos que ficam, desejo paz. Todo o resto vem com a paz. Paz de espirito. Paz. Agradeço por tudo e mais um pouco aqueles que estiveram aqui e puderam acompanhar um pouco da minha vida, das minhas idéias, das minhas conquistas e das minhas tropeçadas. Tudo valeu a pena, isso posso garantir. Alias... como dizia um dos meus poetas prediletos: "Tudo vale a pena se a alma não é pequena"

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Mais amor!


(Criolo) Não existe amor em SP, Um labirinto mistico, Onde os grafites gritam, Não dá pra descrever, Numa linda frase, De um postal tão doce, cuidado com doce, São Paulo é um buquê, Buquês são flores mortas, Num lindo arranjo, Arranjo lindo feito pra você, Não existe amor em SP. Os bares estão cheios de almas tão vazias A ganancia vibra, a vaidade excita Devolva minha vida e morra afogada em seu próprio mar de fél Aqui ninguém vai pro céu, Não precisa morrer pra ver Deus Não precisa sofrer pra saber o que é melhor pra você, Encontro duas nuvens em casa escombro em cada esquina, Me dê um gole de vida, Não precisa morrer pra ver Deus.