segunda-feira, 5 de abril de 2010

Brindemos ao Quentin [/intimidade]


Tarantino me deixou com os olhos abertos por 152 (ou 153, não me lembro ao certo) minutos com o filme "Bastardos Inglórios", devo confessar que não sabia a sinopse antes de assistir. Sabia que se tratava da guerra nazista, claro, mas não da história em si. Me assustei ao ver o nome de Tarantino logo nos primeiros minutos do filme, por imaginar tratar-se de um filme histórico. Histórico não há nada em Bastardos, mas há um lirismo incrível, e faz todos desejarem que tivesse sido real. BASTARDOS INGLÓRIOS de Quentin Tarantino combina histórias de opressão, infames, verídicas e heróicas da Segunda Guerra Mundial. Waltz, vencedor do oscar de melhor ator coadjuvante fez por merecer e sua participação no filme, eu diria ter sido crucial pra construção daquele cenário. Recomendadissimo, preparem a pipoca pois o filme é longo, mas vale a pena. Outra indicação que deixo aqui sobre o mesmo gênero é 'A lista de Schinder, com Liam Neeson, maravilhoso. Na próxima postagem falo mais sobre esse filme, beijo moçada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário