quarta-feira, 21 de setembro de 2011

"O segredo dos seus olhos"

"A fita Branca" era e é um filme lindo e o grande nome do cinema estrangeiro do Oscar de 2010, mas quem diria, foi ofuscado pelo longa " O segredo dos seus olhos" maravilhoso, uma aula do cinema sulamericano.
Não é de hoje que o cinema argentino vem ganhando importancia mundial, alias ja são dois filmes nesta categoria e mais outros 6 premios mundiais.

Juan José Campanella é um grande diretor e com certeza um dos melhores da epoca, tem em sua filmografia titulos como: "O mesmo amor a mesma chuva" (1999) sobre o qual tenho vontade de comentar, "O filho da noiva" (2001), é um equilibrado diretor, diferente de muitos outros latinos americamos que buscam pelo reconhecimento e não conseguem entreter as grande midias poderosas do cinema mundial, coisa que não é problema para Campanella, sabe como incluir temas da cultura Argentina, junta com temas elementares de outras culturas.

Sem perceber um unico tema, o trama traz perfeitamente embutido temas como o amor, futebol, ditadura, culturas diferentes juntos, basta olhar para o amor impossivel entre Benjamin Esposito (Ricardo Darín) e Irene Menendez Hastings (Soledad Villamil), a paixão pelo futebol no desenrolar da historia, o envolvimento com a ditadura militar. A historia "teatral" argentina resumida em um trama especialmente dirigido por um genio. Campanella olha a ficção não como os hollywodianos ou as tentativas cinematografica brasileira da ficção. Dentro de uma ficção retratada não por mortes, tangos e uma alta complexidade da ditadura, como muito de nés pensamos sobre o cinema argentino - Amores, um crime, ditadura, classicismo - Uma Argentina que sempre vai continuar sendo assim, uma historia a qual tem as feridas humanas abertas, sobre uma tola e desestrutural ditadura, uma politica aberta, muito mais do que mortes e deliquencias.

O que esperar de um filme contando um crime e um passado assustador; É leveza e seriedade, um pouco de comedia, paixôes e o olhar inteligente des magnifico diretor e seu elenco de atores é o segredo do filme, alias Ricardo Darin que dispensa comentarios como ator e a bela Soledad talvez a parte mais romantica do filme.

Submarino

Nenhum comentário:

Postar um comentário