sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Teorias e mais teorias

O mais engraçado na minha vida, é que esses miseros e perdidos anos numa faculdade, ouvimos coisas pateticamente jogadas nas nossas fuças, as vezes coisas com nos mesmo ou de outros e temos que ficar quietos. Uma "colega" da minha idade diz umas das frases mais populares e assuntos mais conversaveis ultimamente entre aqueles patios e longos quarteróes: Lutaram para cair a ditadura a unica coisa que teve organização, democratização e ordem! Por sorte veio a mente que a conversa não era comigo, e aguardei mais perplexidade da minha historia nestes "patios do conhecimento" de acordo com meu querido professor filosofo e "arteiro".

Felizmente eu comecei a entender a cultura que vivo e o mundo a qual pertenço muito depois desses longos periodos, ou seja não peguei sequer algumas coisas elementares do periodo final da ditadura. Pero no mucho. Certa vez o "justo e sabio" Delfim Netto, a qual é as caracteristicas dadas pelo povo brasuca para com ele hoje, anunciou o calote que o Brasil tinha acabado de passar e disse que o Brasil ja não poderia mais pagar absolutamente nada para ninguem.
Sim, alguns movimentos sociais e sindicatos eram de pouca em poucas vezes o maior contato com a politca que o povo poderia fazer e com isso começava a virar moda depois de 20 anos de ameaças e no final tudo acabava em manifestações, greves, ou melhor o caos era o senhor dessas terras, (Umas das causas estreitamente pateticas para as pessoas acharem que um dia houve protestos fora "rede sociais" no Brasil) a falencia em 1982, divida externa absolutamente alta consumindo os impostos e aumentando a pobreza, preços subindo e caindo todos os dias, a cada minutos, pessoas morrendo por fome e manifestações populares de maneira desorganizada e sem nexo nenhum, inflações assassinas, politicos convulcionados correndo atras do seus e escravizando uma sociedade inteira.

Os anos de maior decadencia humana do Brasil, um marco obscuro na historia de familias brasilerias. Ninguem mais aguentava aquela ditadura, e muito menos o rumo que tomou apos o fim da propria. Um povo que nunca teve um certo nacionalismo por uma nação, e que automaticamente nunca esteve acostumado a onda politica a qual tinham de exercer depois de tantos anos proibido de exerce-la, como o direito de votar para as pessoas com mais de 48 anos, a qual os eleitos numa "pos-ditadura" caiu nas maos de um salafraio oportunista.

E penso, isso é democratização? É ordem? É progresso? É organização? Ou estou caducando de respirar os ares dos "intelectuais".

Um comentário:

  1. E não é Pri?? Parabens pelo concurso e o blog!

    ResponderExcluir