segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Tio Frans

Exposição feita na galeria Sergio Caribé

Frans Krajcberg, embora tenha estudado engenharia, é um pintor, escultor, gravador, fotógrafo e artista plástico polaco (naturalizado brasileiro)  e em seus 89 anos vive no sul da Bahia, em Nova Viçosa, dotado de um talento sobrenatural, e sem sombra de dúvida entre os artistas brasileiros, foi um dos raros que trouxe uma contribuição pessoal ao desenvolvimento da arte contemporânea. Une ativismo e arte; durante suas diversas viagens à Amazônia e ao Pantanal mato-grossense, fotografou a destruição ambiental como forma de denuncia, além de recolher materiais  para a confecção de seus trabalhos, como raízes e troncos de árvores mortas, provenientes de derrubadas e queimadas.
Frans ao lado de uma de suas fotografias expostas no MAM
 
Entre seus trabalhos mais notáveis, atingindo sua maturidade como artista, estão as produções admiráveis de gravuras em relevo e esculturas pintadas nas quais utiliza pedras, árvores, raízes e os mais diferentes materiais de origem mineral e vegetal.
Uma de suas esculturas que agora pertencem ao Parque do Ibirapuera

Vivia solitário, sem nenhum tipo de infraestrutura, numa tentativa de comunhão com a natureza, e era conhecido como o "barbudo das pedras". Foi nesse período que produziu muitas gravuras e esculturas em pedra, que o deixaram conhecido internacionalmente, além de realizava experiências na fabricação de pigmentos extraídos da natureza.
 Atualmente, dedica-se mais à fotografia. Porém durante toda sua carreira esteve preocupado em denunciar as queimadas e desmatamento no território brasileiro, especialmente no Paraná e na Amazônia. Também denunciou a exploração de minérios em Minas Gerais, além de defender as tartarugas marinhas que buscam o litoral do município de Nova Viçosa em seu período de desova e as baleias jubarte que visitam o mesmo local anualmente.

"A minha preocupação é penetrar mais a natureza. Há artistas que se aproximam de máquina, eu quero a natureza, quero dominar a natureza. Criar com a natureza, assim como outros estão querendo criar com a mecânica."

"Barbudo das pedras"

 Além de oferecer um olhar bastante poético, principalmente sobre a natureza, Tio Frans aborta questões sobre os principais problemas ecológicos de nosso país. Vale a pena ser visto. Pra quem não sabe, na antiga serraria do Parque do Ibirapuera há uma exposição permanente de esculturas feitas com restos de arvóres queimadas do artista desde setembro deste ano, depois de uma briga na justiça que durou 2 anos (para saber mais sobre isso clique aqui). E não deixem de visitar a exposição deste maravilhoso artista na próxima vez que for ao Parque do Ibirapuera!

Abraços

Nenhum comentário:

Postar um comentário