terça-feira, 19 de julho de 2011

É muito profissional

Uma professora de biologia que foi demitida no estado da Flórida, nos EUA, depois de posar em fotos picantes, decidiu dar uma guinada na carreira. Tiffany Shepherd, de 31 anos, virou atriz pornô, segundo o jornal norte-americano "New York Daily News"
Tiffany tinha sido demitida de uma escola na cidade de Port St. Lucie, na Flórida, em abril de 2008. O colégio resolveu despedi-la porque considerou inadequado o fato dela ter posado de biquíni em um barco de pesca. Ela também perdeu a guarda de dois de seus três filhos.

Segundo o periódico, ela decidiu virar atriz pornô porque não conseguiu um novo emprego em sua área, apesar de ter enviado cerca de 2,5 mil currículos. "Não estou particularmente orgulhosa dele. Para ser honesta, eu odeio isso", disse Tiffany.
Na indústria pornográfica, Tiffany Shepherd usa o nome de Leah Lust. Ela já estrelou cinco filmes. "É muito profissional", afirmou.
- Planeta Bizarro G1

----
Realmente isso comprovou a veridica e verdadeira tese do que ganha mais.
Mais uma professora a largar sua profissão e escolher por uma forma mais "divertida" de trabalho, alias ambos os trabalhos nesta situação servem para divertir, como professor voce diverte os alunos com aqueles papos de ser alguem quando crescer e como atriz porno voce passa a divertir muito mais pessoas, os tele-espectadores, revis"teiros", leitores, homens e até mulheres e alem de tudo entre boas aspas se diverte.
Realmente o caso não é tão simples assim como puras brincadeiras de comentaristas, mas é serio.

Por analises e pesquisas realizadas, um grafico aponta a queda de professores nas escolas estaduais, e é veridico, pois basta qualquer professor analisar, quando vai fazer concursos ou atribuições e logo pensa "tudo isso de vaga?", felizmente meu emprego atual é graças a essas vagas de "sobra". Muitos profissionais da area estão "zarpando" por que vamos combinar, ninguem quer passar por situações constrangedoras dentro de uma sala de aula ou melhor ninguem quer passar a vida toda sendo mal reconhecido, sendo apenas uma pessoa que tem que dar as caras nas salas de aulas para passar obrigatoriamente um aluno. Pois hoje nesta sociedade que pertencemos muitos profissionais da educação, primariamente nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, servem apenas para contar a "presença" de cada aluno e passa-lo de ano por obrigação, afinal quando voce não passa, voce é nada mais que incompetente no que ensina, pois pais, diretores, e dirigentes escolares tem razão menos o pobre professor, por fim, isso tudo e mais um "montão" de coisas é a causa do pouco reconhecimento que muitas autoridades não tem pela area educacional ou mais precisamente; O Professor.

Um salario "meia boca" com uma cesta basica (talvez para não ter a desculpa de que passa fome) é a coisa paga para ensinar outras pessoas, por favor há professores que realmente conseguem ensinar, certamente há escolas que ainda conseguem ter uma boa sala de aula, mas em certas regioes não, e acredite é a grande maioria.
E ao fim ter a discriminação, hoje como todos ja sabemos, se fulano chega para ciclano e diz se prostituir não é nada de mais, afinal são o que os jovens mais sabem fazer enfim isso ja estamos gagos de saber, mas diz que fez uma faculdade direcionada a licenciatura, isso é ingenuidade, tolice, uma graduação que te tornara professor ou seja ganhará pouco e será mal visto.
Agora a pergunta, com que profissão alguem ganharia mais, como professor ou como atriz pornô? Logico que qualquer ser de consciencia não vai impor seus limites e sair se prostituindo, mas temos de admitir  "É muito profissional" admitir uma fato como este.
Orgulho e prazer de ensinar é imenso, mas na vida de muitos professores brasileiros acabam sendo um "fardo" e um tedio levantar todas as manhas para nada, assim como Tiffany no fim acabamos odiando. Emfim é muito profissional mesmo.

Um comentário: