sexta-feira, 8 de julho de 2011

Woodstock - O maior evento de rock do mundo - Parte I

Pra quem hoje pensa que o Rock in Rio e derivados foi o maior e melhor evento musical da historia. Será que ja ouviram falar do Woodstock ?
Por certo existem muitos festivais musicais tão versatil como este, mas o Woodstock é considerado como o festival mais importante da historia.
Foram 3 unicos dias de agosto (15,16,17) em 1969, dentre da tão famosa " Era de Aquarius" com o dilema "Faça Amor, Não Faça Guerra!", tinha ai o grande movimento Hippie que destacava-se na historia de todos os tempos.

Numa epoca em que a Guerra do Vietnã assolava o mundo, e mais de 700 mil rapazes soldados norte-americanos estavam combatendo e morrendo do outro lado do mundo, numa guerra sem logica e fundamentos. Eram de fato um absurdo, e assim Michael Lang e Joel Rosenman dois promotores, decidiram então entrar em um projeto de realizar um grande concerto de rock para manifestar e pegar atenção mundial.

O festival aconteceu em umas montanhas a pouco menos de 200 km da fazenda Woodstock, proxima a Nova York.
Mas anteriormente o concerto estava programado para ser realizado na fazenda Woodstock, onde na historia, Bob Dylan refugiou-se para recuperar-se de um acidente de moto que havia sofrido. Tambem entraram com a ideia de trazer Dylan para apresentar-se novamente, algo que nao deu certo, pois recusou-se a sair do exilio na fazenda que submetia a si proprio.

O Woodstock teve varias baixas, Lang e Rosenmam viram que o festival poderia faturar e faze-los tirar uma graninha por dentro, então resolveram chamar varios nomes, como o Beatles que negaram tocar, por causa da briga entre Paul e John, onde John insistia que "Plastic Ono Band" participasse do festival, os grandes do rock and roll Led Zeppelin tambem negaram pela intromissão do empresario Peter Grant, Frank Zappa que nao tocou pela muita lama no local, mas muitos toparam e aceitaram um cachê baixo para apoiar o não a guerra.

Em Nova York os ingressos passaram a ser vendidos, mais de 100 mil ingressos em lojas de discos, teve uma grande procura e assim precisaram de outros lotes. Assim os produtores viram que mais de 200 mil pessoas estariam presentes no festival e que iriam faturar bastante, pois haviam vendido os direitos de imagem a Warner Bros.
Que nada! 200 mil pessoas foram poucas, elas subiram a colina de Bethel, onde os produtores tiveram que aumentar a segurança em torno da fazenda, mas cerca de 500 mil pessoas apareceram, que por sinal, sofreram com pouco espaço, com o lamaçal na fazenda, pela chuva que durou bastante tempo no dia 13 de agosto e as necessidades principais como a higiene, falta de comida e etc passaram a ser o grande fator.

Na chuva começaram as primeiras atrações do festival, no dia 15 de agosto, as bandas tinham 1 hora e mais alguns minutos para apresentar-se no palco. Quem se lembra de "Freedom" a bela canção de Richie Havens, que subiu com seu violão gravando aquela canção na memoria de todos que estavam ali.
Arlo Guthrie, Melanie, Bert Sommer, Incredible String Band, Joan Baez, Sweetwater, Ravi Shankar, Tim Hardin, esses vieram arrazando no show e tirando o folego como Ravi Shankar que atormentou o festival com todo sua musicalidade instrumental, a fantastica apresentação de "Coming Into Los Angeles".

A imprensa começavam a aparecer no dia seguinte, mais hippies invadiam o festival e medicamentos eram trazidos para dentro da fazenda.

Janis Joplin brilhando e diferenciada acompanhada pela Kosmic Blues Band, rolou a festa o dia todo com muita musica, com uma apresentação fantastica do guitarrista Santana onde começou a pergar espaço e hoje veio a tornar-se um dos maiores guitarristas do mundo, muita musica com Country Joe McDonald, Keef Heartley, pela gradiosa chuva que nao parava de cair musicos levavam choques durante a apresentação assim como Grateful Dead; Creedence Clearwater Revival como sempre perfeito.

Um comentário: