quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

" No meio do caminho tinha uma pedra"

Creio que muitos assistiram este filme.
Assisti dois dias atras e não consigo tirar da mente, de todos os filmes que assisti dentre essa semana, esse foi um dos melhores, comovente. Os sentimentos, a consciencia do personagem, que trouxe o filme ou simplesmente lendo por completo a historia desse ser humano é impressionante. Não há palavras para descrever esse filme, só espero que ganhe bons resultados nesse Oscar cheios de bons filmes.
Um filme primoroso. 

Historia de superação, Aron Ralston um engenheiro que ama praticar esportes radicais. Viaja para o Blue John Cãnion e apos algumas horas um acidente acontece, deixando parte de seu braço preso sobre uma rocha, durante cento e vinte e sete horas, enquanto luta pela sua sobrevivencia, luta tambem com seu psicologico e pela dor angustiante que o dominava.
127 Horas é um filme que traz uma historia real de superação, força de vontade e desejo de viver. Perder essa obra do cinema atual é um perda da cultura cinematografica.

Veja abaixo as criticas sobre o filme
http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2011/02/estreia-em-127-horas-boyle-narra-drama-real-de-aventureiro.html

http://g1.globo.com/videos/pop-arte/cinema/v/assista-ao-trailer-do-filme-127-horas-127-hours/1418052/

Creio que hoje vai haver muita mais curiosidade sobre Aron, e sua repercussao será extremamente grande.
Voce tentar se passar por isso, tentar inutilmente estar sobre essas circustancias, se sentir pensando em seus familiares, numa possivel morte, se culpando por estar num momento errado, ou simplesmente em como sair dali de uma maneira sobria.
Olhando para o filme, esqueci imediatamento de um ator, de cameras, das maquiagens, e sim vi nada mais que a realidade que dominou como era para ser feito, arquitetando tudo na mais perfeita forma, utilizando seus equipamentos, aguentando a dor enorme de ter um de seus membros prensados sobre uma pedra.

O final mostra que não teve tantas dificuldades psicologicas pelo menos o que o mundo mostra, pois a mente de um humano é indiscutivelmente obscura e vestigios e lembranças as vezes se tornam insuperaveis, mas sim suportaveis. Um filme muito bem feito.

Leiam a reportagem do site GO Outside " No meio do caminho tinha uma pedra"

http://gooutside.terra.com.br/edicoes/15/artigo25384-1.asp

Um comentário: