terça-feira, 29 de março de 2011

Poesia Classica Japonesa



Uma das características mais evidentes da poesia japonesa é a sua brevidade de expressão. Esta característica deriva do próprio tecido fonético da língua japonesa, tecido esse formado por poucas vogais e ditongos, isto fez com que o “pequeno” soasse “melhor” do que as costumeiras longas frases do nosso idioma e da nossa expressão.
Nas sublimes cortes de Nara e Kyōto, num ambiente de requinte artístico ajudaram a reforçar esta ideia.
Servia também como uma forma de comunicação que, juntamente com o senso de decoração e ostentação das cortes, proporcionou o ambiente necessário para a criação da tradicional uta 歌 também conhecido por waka 和歌 que significa literalmente “canção", o poema de trinta e uma sílabas que está no fundação virtual de toda a poesia japonesa entre 850 e 1900.


Neste ponto, e fazendo uma leitura comparatista, a poesia japonesa distingue-se da poesia europeia. Se estamos à procura dos grandiosos monólogos sentimentais de Hamlet, não vamos certamente virar as nossas atenções para a poesia clássica japonesa. Isto porque o waka deste período procura a singularidade imagética da realidade, a cristalização de um momento fugaz, a retenção do instante.
De ano para ano, a literatura sofreu várias mutações.

*Livro Tradicional Japanese Poetry

Nenhum comentário:

Postar um comentário