sábado, 21 de maio de 2011

Capitulo 3: Alô

anteriores: Capitulo 1
Capitulo 2



Exatos vinte anos haviam se passado desde que os olhos verdes de Lucy encontraram pela primeira vez com os castanhos de Ed. Correspondiam-se há meia década, uma façanha devido à vida desregrada de ambos. O encontro só aconteceu cinco anos após longas cartas e telefonemas a beira da estrada. Singularmente almas opostas. Não concordavam com nada, exceto com o que concordavam. Ela foi a primeira a se opor a suas idéias malucas e irrealistas, e ele, adorou. Passaram duas semanas conversando, e aquela amizade que ninguém entendia, tornou-se algo mais. Infelizmente ou não, Ed teve que voltar para a sua cidade do outro lado do país, e foi em uma das cartas que trocavam que Lucy soube do seu casamento. Foi ai então que não mais se falaram. As coisas mudaram. Talvez Ed não durasse tempo suficiente para falar novamente com ela. Foi quando surgiu a idéia de ligar para aquele antigo número que jamais esquecera. Com os dedos trêmulos esperando o pior, Ed discou sem pressa o número que jamais saiu da sua cabeça. Uma voz jovem atendeu, era ela.
O tom de Lucy mudou quando ouviu aquela voz rouca que a fizera sofrer outrora. Um alô surdo saiu de sua garganta, sem acreditar no que estava ouvindo; Era a voz de Ed, com certeza era a voz de Ed.

Um comentário:

  1. Muito bom teu conto, jeniffer, como um diario.

    ResponderExcluir